terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

duasdesetedias.

Olha aqui, eu gostaria de expor umas coisas um tanto óbvias quanto a nós, mesmo que não sejam óbvias, elas deveriam ser, então não me venha com 'o que está claro pra você pode não estar pra mim', eu sei sobre o que falarei.
E começarei falando que estamos juntas pra estarmos juntas. Não é pra dormirmos e acordarmos juntas. Não é pra fazermos janta juntas. Não é pra recebermos visitas juntas. Não é pra assistirmos a um filme juntas. Não é pra rirmos juntas. Não é pra andarmos, juntas de mãos dadas. Não é só pra tudo isso
Estamos juntas pra conversar no fim do dia e, juntas, resolvermos os meus problemas e os seus problemas que se tornam nossos quando verbalizamos uma para a outra. Estamos juntas pra, juntas, nos abraçarmos no meio da noite e sentirmos, juntas, que podemos ficar tranquilas agora. Estamos juntas pra, juntas, enfrentar todas as críticas e agradecermos, juntas, a todos os elogios. Estamos juntas porque não suportamos ficar separadas, e ainda assim, estávamos juntas. 
Você não entende mesmo isso? As nossas moedas de troca devem ser diferentes pra gente se completar.
Terminarei falando sobre como é estar do seu lado: é engrandecedor. Mesmo que você me ache radical. Mesmo que você me ache ironica. Mesmo que você me ache perturbada. Mesmo que você não confie em mim. Eu sei que dou o meu melhor por você. Porque, se não existirmos juntas eu sei que existirei pela metade. O mesmo de você. O plano é estarmos inteiras. Juntas

"Brincar é condição fundamental para ser sério." Arquimedes

18/02/2014

Um comentário: