quarta-feira, 15 de maio de 2013

Novo Documento de Texto.


Porque porra eu consigo saber quando você não tá bem!? É quase um desaforo do Universo: quanto mais longe, mais perto, renegando as leis da fisica, deixando a quimica, a nossa quimica, como a essencia da situação. 
Deixa eu te abraçar? Porque, sabe, merda por merda todos nós temos. Saudades todos nós temos. Não tá fácil, pra ninguém, mas se você deixar eu posso te abraçar e dizer que sim, vai ficar tudo bem.
Eu lembro de quando começamos tudo já com uma data de partida, e essa data deu errado e se tornou o que é hoje: uma data de partida inconstante, que você vai e volta; que eu vou e volto. 
As coisas desandam todos os dias quando quem mais amamos não está pra nos receber quando chegamos em casa - é desesperador que as pessoas próximas não sejam as pessoas que ansiamos e nem entendam que, não é que não gostemos delas, mas precisamos de algo mais, e esse algo mais não está a nossa disposição. Não na hora que queremos, não do jeito que queremos. E fomos criadas pra ter tudo nas mãos, porque a gente sabe a força que a gente tem e que a gente pode ter! 
As vezes essa força escapa no meio da neblina e fica a esmo, andando por ai procurando alguém que esteja aberto para recebe-la, portanto, querida, hoje eu não vou falar do que eu quero que você seja pra mim, mas do que eu quero ser pra você. E se você quiser, eu estou aqui, de braços abertos.
Talvez todas as palavras, e quase certeza, não sejam pra mim. Mas eu sei que essas são pra você: unica e exclusivamente pra você.
Porque nesse nosso infinito interno as coisas são um tanto quanto muito bagunçadas, todos os dias, e ser capaz de por ordem no que não deveria ter é uma tarefa de gigante 
"e nessa terra de gigantes que trocam vidas por diamantes, a juventude é uma banda numa propaganda de refrigerantes."
Se estamos velhas ou novas demais é a parte do que realmente somos, e somos intensas demais pra esperar o que valha, queremos agora, batemos os pés, o martelo, as mãos. Quebramos os copos, os corpos, as cores. 
Quem sabe um dia não possamos voar juntas? E quando esse dia chegar iremos aos decks e portos e cais só pra estacionar e escolher novos roteiros.
Eu tô todos os dias torcendo por você, espero que você saiba.
Eu to aqui ainda, não to?! Vai ficar tudo bem. Tudo sempre fica bem porque a gente sempre dá um jeito. 

15/05/2013

Um comentário:

  1. E fomos criadas pra ter tudo nas mãos, porque a gente sabe a força que a gente tem e que a gente pode ter!

    ResponderExcluir