sábado, 11 de maio de 2013

"E, que amo-te, de qualquer forma!"


"Ela me acusa e o meio de me defender é escrever sobre ela.
(...)
Cada coisa é uma palavra. E quando não se a tem, inventa-se-a.
(...)
, a eternidade é o estado das coisas neste momento.
(...) 

Não, não é facil escrever. É duro como quebrar rochas. Mas voam faíscas e lascas como aços espelhados.
(...) 
Isso será coragem minha, a de abandonar sentimentos antigos já confortáveis.
(...)

EXISTIR NÃO É LÓGICO."

A hora da estrela - Clarice Lispector



Nenhum comentário:

Postar um comentário