sábado, 2 de março de 2013

Uivo - e outros poemas.


é lua cheia, amor.
e eu estaria uivando por você pra te lembrar das noites bonitas que tivemos. e se fosse o caso,
uivaria no por do sol e no nascer do dia.
uivaria para que você lembrasse todos os dias que eu te acredito ser incrível. e eu comecei a escrever com uma 
sensação
muito diferente da que eu tenho agora.
a musica mudou e o timbre da musica mudou - 
toda a sensibilidade, as virgulas, as notas vocais.
o que era calmo agora é tempestade (em copo d'água). os dedos estão frenéticos e as palavras, impulsivas. 
'Oh, queridão, pode devolver meu isqueiro?!'
e estão soltas, todas as letras envoroçadas.
virarei os olhos todas as vezes necessárias para que as coceiras passem e eu pare, pelo amor: 
que olhos lindos você tem


01/03/2013

Nenhum comentário:

Postar um comentário