terça-feira, 29 de janeiro de 2013

você se foi até em sonho.



Eu sonhei com você essa noite. 
Sonhei que a gente ainda não se falava, e isso tornou o sonho tão real! Sonhei que estávamos numa casa, quase um porão, e descíamos escadas e escadas e escadas para chegar até lá, 
e no final desse eterno descer havia um quintal gramado lindo, implorando para ser cuidado. 
Foi quando eu olhava amargurada para esse lado que você chegou já indo embora por ter me visto lá. Dizia e repetia que não gostariam de nos ver juntas e que você queria ficar mas não podia porque eu estava lá. 
E seu cachorro também estava lá. 

Eu tenho medo de um dia esquecer desse sonho. 

Você ficou, brava, discutindo com o meu silencio que te implorava a gente. 
Então chegaram, me machucaram (tanto fisicamente quanto verbalmente), principalmente quando, 
você calada, concordava com as ações estupidas da Interrupção e mantinha a minha esperança da gente cada segundo mais ausente. 
Até a noite passada eu estava bem. 
Não sei o que me fez sonhar com você. 
Seu nome tem se ausentado das minhas folhas, seu cheiro das minhas manhãs, e até pensei em fazer café com canela para apresentar para outra pessoa. Mas você voltou no meu incosciente que pareceu tão concreto de acordo com as reações tidas. 
Acredito que tenha tido o sonho para provar pra mim mesma que a única pessoa machucada na situação seja eu, 
e que não adiantam corpos de outrem 
ou bebidas amnésicas 
ou o tempo tão canalha e devagar - você está tatuada em mim tão corporalmente a ponto de me olhar no espelho e esperar te enxergar um pouco mais. 
Eu sinto muito, 
tanto por você como por mim, 
e acredite, eu realmente sinto, 
mas eu te amo. 
... foi terrível te ver ir embora, de cabeça baixa no sonho. Pelo menos de verdade você está com a cabeça erguida - e eu não sei o que me frusta mais. 

29/01/2013

4 comentários:

  1. legal garota, forca, tudo se supera...acredite tudo passa pode parecer que nao mais passa e um dia vc olha com um sentimento de indiferenca sobre tudo isso,nao sei do que se trata mais sei o que sente ^^, te garanto muitas noites doe dentro do peito, outras tardes o que queremos é so na existir , mais passa e quando menos se espera existe alguem neste lugar acredite,nada é para sempre e nao precisa ser nenhum Deus para chegarmos a esta conclusao apenas vermos tudo a nossa volta,acredite abracos menina se cuida o mundo é assim mesmo, muitas vezes cruel outras apenas impulsivo ingenuo,mais jamais eterno

    ResponderExcluir
  2. Obrigada pelas palavras, Alexandre!! Achei que você nunca mais fosse dar sinal de vida, e foi surpreendente! Sucesso ai pra ti tbm! ;) Se cuida ;*

    ResponderExcluir
  3. kkkk..sim tou meio sumido, mais tou bem ^^, tou aqui com minhas loucuras e mazelas, mais estou bem feliz,acho que me encontrei, e encontrei o apoio que precisava, desejo que voce fique bem tambem, ja passei por muitas coiasa e a pior dor é essa, agente supera a dor de uma morte, de um emprego frrustrado, de uma amizade que acabou, de diversas frustracoes, mais ador da perda de alguem que amamos é dificil, eu sei como é, mais acredite é superável,mesmo que dure bastante...acredite nem eu acreditava nisto...mais é verdade essa dor por mais aguda que seja com o tempo se vai, acho acredito eu que seja uma defeso do organismo humano,entao fico por aqui, outro dia apareco mais te desejo forca (forca nao ta kkkkk forssa) é que aki nao tem c cidilha, bem melhoras e abracao menina se cuida ae...ha so uma analize que fiz depois que superei minhas dores, a dor é viciante, as vezes estamos viciado em ser triste e nem sabemos,so depois que estamos fora de ciclo é que vemos,mais acredito que vc encontrarar seu caminho ,abracaoooo..se cuida menina

    ResponderExcluir
  4. Siim, essa é uma das poucas certezas que tenho: a dor é viciante! kkkk que boom que você tá bem, desejo o dobro de sucesso, gato! :D Aliás, a pouco tempo li um livro da Cecilia que você me deu há muito tempo atrás: você é fantástico, sério, foi um dos presentes mais bonitos, OBRIGADA! ;D

    ResponderExcluir