quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Nada Pessoal (consegui)


Ela vem me perguntar sobre o amor. 
O amor? Eu não sei sobre o amor. 
Estou amando nesse exato momento, talvez, mas não sei se isso é amor. 
Desejo intenso, preocupação latente... Isso é amor? 
Eu tremo dos pés a cabeça, penso sempre que posso e quando não posso, penso também - isso é amor? 
Não sei o que é amor, hoje não poderei ajuda-las. 
Hoje meu conselho é sempre descartável; porque, hoje, como um ser racional, tento transformar o amor em palavras, 
e neste caso, 
podem joga-lo fora. 

17/01/2013

Nenhum comentário:

Postar um comentário