terça-feira, 23 de agosto de 2011

minha honey baby. (:


Não. Esse não será um texto de amor, um texto daquela saudade sofrida que me tira o sono e me transborda em choro. Não será um texto pra falar da nossa casa ou dos nossos filhos, porque eles não existem. Já existiram sim, por muito tempo, mas não existem mais. Agora, fazemos da nossa casa ‘nossas casas’ e dos nossos filhos ‘filhos dela’.
É assim: uma vez te disse que somos uma e não sabemos. Outra vez, disse que admiro o amor por ele poder se transformar e mudar de um amor ao outro. Outra outra vez disse que não queria nem ouvir sua voz.
Apesar de eu odiar achismo, acho que é por isso que mesmo que não sempre de borest, estamos até hoje tão bem: porque somos insanas!
É!! Porque a gente senta num bar e sabe o que pedir, querida Gabriela. Porque a gente senta no deck e sabe o que beber, um vinho barato. Porque a gente toma café com canela e bis branco na cozinha da minha casa, lendo textos imediatistas e relembrando...
É assim mesmo, não tem como explicar. Te odiarei muitas outras vezes, e espero que você me odeie também, assim o que a gente vive continuará sendo sempre nosso: muito intenso! Mas espero que logo depois de me odiar me ame novamente. Não como amou antes, não... Amor é uma coisa que se transforma, e com o ódio recente, acresce-se ao amor uma pitada de sarcasmo e ironia.

Por isso esse texto será breve, pra você não cansar de ler, assim como na música da Aninha em que a oração é rápida pro santo não cansar.
Acredito que eu te ame porque nossa relação já é mais! É sarcástica, eu conhecendo tão bem seus defeitos e você os meus. A gente dividindo os sonhos, os novos romances, os ciúmes, as pingas, os cigarros, os cafés, OS POEMAS, nomes de filhos, as canções... Os momentos, todo momento, qualquer momento!
Isso sim é amizade: aceitar o que veio e saber abraçar todo momento que passou mas sem ser nostálgica pelo simples fato de sermos espertas demais pra nos deixar ir embora e largar no fundo da caixa uma pasta com cartas. Que bom que somos espertas demais... Que bom ainda ter você na minha vida.

PS: as 02:23h do dia 24 de agosto, se ainda não dormi ainda é dia 23, né?! Hahhaa

PPS: Uma vez também você comentou que eu fazia bons textos pros outros... Será que agora você é outro também o suficiente pra se comover com um texto meu? rs

4 comentários:

  1. Ah, qse me comovi! ^^ qse! mas é por que eu sei que ainda escreverei pra voc e voc pra mim x: :D

    ResponderExcluir
  2. hahaha. então isso significa qe você ainda não é outro.

    ResponderExcluir
  3. me comovi com a sinceridade expressa nele, em verdade! ^^ agora que eu o reli!
    uma coisa é fato: adoro suas falas tão bem relembradas e voc n tem mesmo memoria de gato, hm!?

    ResponderExcluir
  4. AAAAAAAAAAH... saudades... por mais que voc nem acredite HHAHAH

    ResponderExcluir