quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Nada pessoal (:

Incrivel como a órbita das pessoas é tão curta, tão específica de forma irrelevante...
incrivel como as histórias se confundem e se apagam simultaneamente eu não costumo ler histórias, eu prefiro escreve-las.
eu não costumo ouvir boatos, prefiro acontece-los.
Eu faço a sua verdade ser uma mera ilusão alheia
Eu faço a minha osciosidade ser mais do que uma presente diária
Eu faço esses ruidos e gemidos fora de forma desenvolver-se em musica clássica.
Duvida?!
Diga que duvida e eu faço essa ironia queimar sua lingua
Pouco a pouco, lentamente, de forma que espace nesse sereno e molhe sem nem perceber
Eu quebrarei as taças de cristal tatuadas em seu peito as colarei com saliva em meu quarto
Duvida?!
Porque eu sim.. eu duvido que esse silencio vá ajudar em algo.
Eu duvido que nossos atos não sejam consequencia do excesso.
Eu duvido que você queira mais, eu duvido querer mais...
Receita - aprenda: açucar e sal fazem o azedo.
Aprenda: seja sutil e gentil em sua receita
Cínica, clara, limpa, sorridente, elegante
Não compre meios pratos,
Não pratique meios atos,
Não seja proposital.
Não contente-se com pouco - seja AMBICIOSA!
Pense grande, sonhe alto, queira tocar o céu e faze-lo gozar...
Exija diariamente extremos:
Banhos?! Apenas frio ou quente...
EU ODEIO COISA MORNA!

5-8-2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário