terça-feira, 24 de agosto de 2010

apenas por vários hojes ;T

Acho que cansei.
Tô de saco cheio dos obstaculos, tô cansada de esperar por alguém e enquanto isso meu café esfria, meu cigarro é consumido pelo vento e eu ainda espero.
Eu renuncio...
Mas não com uma renuncia revoltada e humilhante... apenas renuncio.
Estou cansada!
Meus pés já não são mais os menos, as palavras já não surtem o mesmo efeito, o corpo já não dança mais
E isso me deixa triste e feliz ao mesmo tempo
Saber que as coisas passam é nota para nostalgia e alivio
E sinceramente não sei qual pesa mais em minha balança.
A minha balança já nem equilibra mais meus erros e meus acertos.. A minha prova foi adiada e eu nem me dei o trabalho de refaze-la.
Eu estou cansada de odiar, estou cansada de amar
Cansada de ser indiferente...
Hoje, apenas por hoje, eu desejo apenas uma cama bem quente e apenas uma cama.
Não quero braços me envolvendo, não quero voz alguma sussurrando simpatias ao pé do meu ouvido.
Por hoje não. Hoje quero apenas minha cama quente para que eu possa dormir hoje, todo o dia, todo o momento.
E não cansar mais... apenas por hoje.

17-08-2010

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Nada Pessoal - Uma Dose de Tequila

eu sinto a sua falta, e isso é mais do que errado
será que sua consciencia não pesa?! porque a minha está arrebentando a corda por conta do peso fora do comum
eu gosto das suas palavras ambiciosas e inocentes... eu gosto da sua conversa, gosto das suas historias, gosto do seu jeito mandão de lidar com as coisas... até agora eu gosto.
e isso ta incomodando de tal forma que as coisas se formam e eu nem percebo.
isso ta incomodando de tal forma que eu nem sempre quero, e mesmo assim eu sempre consigo.
ta enxendo, ta doendo, ta latejando.
eu não quero mais conversar com essa personagem sua.. ela é incrivel, sim! mas não é você
eu quero falar com a dona dos olhos verdes aguados, que de longe aceitam minhas doses...
eu quero engolir as palavras que tentam saltar da minha face, tento segura-las com os dentes, a meio fio.
eu quero não sentir tudo o que sinto por ambas as situações..
Eu tento, mas não sou de ferro - ainda!
Sim, ainda, porque os tombos, hora ou outra vão consumir meu sentimentalismo e afunda-lo em agonia...
E quem vai me tirar do poço raso!? Quem vai me desafogar?
Eu adoro cheiros, adoro meios, adoro poemas.
Eu quero um café amargo, um beijo lambusado, uma canção desconhecida...
Vou tapar o sol com a roda do carro despedaçado que se chama futuro
Vou cobrir a lua com a rosa a pouco entregue a mim
Autonoma, sem identificação.
De quem são as flores deixadas a porta da minha casa?!
Mas eu adoro surpresas, eu adoro surpresas inconvenientes... Eu adoro conveniencias!
E se quer mesmo saber, pode cruzar os braços e emburrar a expressão.
Pode me perfurar com seus olhos negros, eu não ligo!
Apenas não me obrigue olhar pra você, já que esses olhos que me fuzilam também me encontram
e se eu derrapar pra dentro do abismo eu não vou querer sair.
Pode abrir os braços e alegrar a expressão, se quer mesmo saber.
Pode me cobrir com seus olhos negros, eu não ligo!
Apenas me obrigue a te querer da mesma forma que você me quer e transforme essa dor
faça ser platonico, independente do que seja, faça equivaler.

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Nada pessoal (:

Incrivel como a órbita das pessoas é tão curta, tão específica de forma irrelevante...
incrivel como as histórias se confundem e se apagam simultaneamente eu não costumo ler histórias, eu prefiro escreve-las.
eu não costumo ouvir boatos, prefiro acontece-los.
Eu faço a sua verdade ser uma mera ilusão alheia
Eu faço a minha osciosidade ser mais do que uma presente diária
Eu faço esses ruidos e gemidos fora de forma desenvolver-se em musica clássica.
Duvida?!
Diga que duvida e eu faço essa ironia queimar sua lingua
Pouco a pouco, lentamente, de forma que espace nesse sereno e molhe sem nem perceber
Eu quebrarei as taças de cristal tatuadas em seu peito as colarei com saliva em meu quarto
Duvida?!
Porque eu sim.. eu duvido que esse silencio vá ajudar em algo.
Eu duvido que nossos atos não sejam consequencia do excesso.
Eu duvido que você queira mais, eu duvido querer mais...
Receita - aprenda: açucar e sal fazem o azedo.
Aprenda: seja sutil e gentil em sua receita
Cínica, clara, limpa, sorridente, elegante
Não compre meios pratos,
Não pratique meios atos,
Não seja proposital.
Não contente-se com pouco - seja AMBICIOSA!
Pense grande, sonhe alto, queira tocar o céu e faze-lo gozar...
Exija diariamente extremos:
Banhos?! Apenas frio ou quente...
EU ODEIO COISA MORNA!

5-8-2010

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

31-07-2010

Por Brisa Biá e Andrea Kirkovits (kirkovits.blogspot.com)

Vamos lá.. de algum ponto temos que começar
temos que reescrever coisas ou escreve-las afina!?
não, verdade não temos que só reescreve-las,
nós poderiamos fazer melhor: sentir; por que não?
Poderíamos sentir sem entender...
Nem é necessário exatamente 'ser'!
Nunca é necesario ser, por que ser, já envolve muito do saber.
e eu quero sensações, quero estourar meus tendões.
eu quero ser o centro, quero ser sem poder!
eu quero aliviar minhas pressões e borbulhar!
VAMOS BORBULHAR, como espumante em reveillon.
Ou sera que poderiamos ser como um velho vinho?
que SEMPRE começa de maneira tão inocente:
uma taça antes de degustar aquele desejado prato principal, quando se esta faminto!
Poderiamos apenas ser uma bebida maliciosa que escorre pelo canto da boca...
Poderiamos apenas ser as palavras que transgridem atraves dos meus dentes para o ceu da sua boca...
Poderiamos apenas ser.
Deixemos que seja como houver de ser!
mas quando se fala em apenas ser?, conforme manda o verbo, a que se refere mesmo de maneira tão enfática?
tão enfatica, tão especifica e tão limitada..
mas qual o motivo disso!? sei que podemos mais! sei que podemos alcaçar o céu e abraçar a Lua.
E se fosse possivel, ate mesmo uma estrela cadente, para que um pedido fosse lançado no espaço,
para que na esperança de que esse se realize, a alma sossegue só um pouco.
Mas ql a logica mesmo?
A logica?! A logica pertence a industrias de brinquedos esquisofrenicos e infantis!
a minha brincandeira transpassa isso... A minha brincadeira sobe ao palco e dança.
Então, com todo respeito que se foda a logica!
Mas essa noite, não dançar sozinha seria uma ideia instigante,
apenas aquele ' boa noite ' descente.
Boa noite descente seria um beijo no rosto, e não os olhos estrelados...
Boa noite ardente seria meu corpo ao seu lado...
Sem deixar escapar que o descente, pode ser aquilo que se almeja no momento,
mas como uma boa parceira, pode-se dizer que sabe que eu adoro tudo aquilo que é indecente!
indecente é aquilo que você deseja e não menos que isso,
mas com a observação de que o desejo é pessoal,
mas quando se tem um corpo, no minimo instigante, do seu lado, a vontade se torna mutua.
Diga isso por quem!? Somos uma e nao sabemos... mas e as vontades?!
Elas duplicam-se, dividem, transboradam?! Ou ignoram todo e qualquer impecilio?!
Se igonar é um fato, que seja arte do destino, não nossa...
A nossa arte tem que ser pintada, louvada, adorada, por ninguem mais, ninguem menos que nos mesmos!
Amém!