segunda-feira, 12 de julho de 2010

Minhas Baixinhas ~

Várias vezes já escrevi poemas e cartas e contos para as meninas que eu me apaixonei, mas para minhas amigas é mais complicado. Elas tranpassam o sexo, elas transpassam esse amor momentaneo.. sei que as minhas amigas, as minhas baixinhas têm todos os defeitos do mundo e aturam os meus milhoes de defeitos também.. Eu tenho consciencia de que elas não são, tecnicamente, perfeitas, mas elas são as minhas meninas!
Em suma somos um tripé: se algo acontece com uma das pernas, a gente tem que restaurar pra estar em pé de novo..
Quando fazem mal a uma das, as outras tomam as dores, quando a gente cresce, no rosto delas ta escrito o orgulho...
Aqui eu não posso escrever sobre o prazer que eu tive noite passada, elas não me proporcionam um orgasmo físico.. mas elas estão comigo! Sempre estão comigo! Quando eu tõ chorando, quando eu tô chateda, quando eu tô rindo, quando eu tô apaixonada.. Elas dizem pra onde vão, elas vão comigo. Elas procuram, elas dormem no meu colchão; a gente se rejuvenesce!
A gente se aprende, a gente se conhece, a gente se estranha, a gente se ama... e ama muito!
Pra vocês, meninas, é mais do que uma noite que eu quero oferecer, então não sei como descrever que eu tô sempre aqui, de braços abertos, pras mordidas de vocês e pras lágrimas também.. A gente vai aturando os vícios alheios e a gente vai consertando nossos desencontros..


"texto para Nohaninha e Rafichta!"

Nenhum comentário:

Postar um comentário