segunda-feira, 7 de junho de 2010

trechos - nada pessoal (:

(...) eu to sentindo tudo e nada ao mesmo tempo; tá doendo lembrar de você, mas eu não consigo chorar. (...) e adimitir isso assim, verbalmente, me faz engasgar.
(...)
eu corri atrás de você, eu não me importo. corri atrás de você e das suas palhaçadas, corri atrás do seu olhar... como é mesmo que se diz, de forma poética 'cheio de tesão'?! e ao mesmo tempo longiguo. (...) ontem a noite eu quis só você, ontem de tarde quis só vc... e todos esses dias queria apenas você; elas ganharam por insistencia, porque meu alvo era VOCÊ de todas as formas.
(...)
eu vesti uma máscara tão fora de mim que o maxilar doia pelo tamanho do sorriso. (...)
eu não consigo sonhar com vc. No final das contas, não passou de um beijo desesperado de baixo de chuva!

Nenhum comentário:

Postar um comentário