sexta-feira, 25 de junho de 2010

nada pessoal

Não exigirei rimas,
apenas papel e caneta
café e nicotina.
E desculpe se achar que é pedir demais
mas a inspiração nasce dessa monotona rotina.
10/04/2009

terça-feira, 22 de junho de 2010

i like so much !

' Eu te escrevo e não é pela saúde que o meu Eu não acata, é simplesmente pela fadiga que este Eu me causa. Eu não quero uma compreensão sugestiva, nem dias que a própria boca se feche, quero mais um pouco, mais de mim, mais desse outro Eu que a própria voz não deixa existir. Eu também quero um pouco menos, quero toda a humanização, embora ser mulher seja pouco, ser mulher me faz ser de verdade.

E te escrevo, não pelo alvoroço de sentimentos, só te escrevo pela lápide dos relacionamentos infundados. E não, não teria fim, não seria assim. Mas, sou mulher... E mulher passa... '
Hermerson :)

---------------------------------------------------

"Dançar sozinho é uma arte...

É o encontra-se consigo mesmo e não hesitar em se tirar para dançar.
É dar de ombros, esquecer... Mexer-se de qualquer forma, sem se preocupar com os pés (o de cima sempre será o seu.).
Pode ser valsa ou qualquer outra coisa.
De olhos fechados ou com uma das mãos para o alto , a sintonia é o que importa.
Com a alma e com a música.
Dançar sozinho não é vergonha, é auto-suficiência.
Dois passos para lá e para cá.
Há quem dance sozinho porque o melhor par está distante...
Há quem carregue seu par nos olhos.
Muitos dançam só porque gostam, outros dançam por dançar...
(Há quem entenda a valsa das almas.)
Bem aventurado é aquele que dança só.
O que se despede do orgulho e confessa ao mundo:

“Estou sozinho... Estou comigo e estou feliz!” "


é, ou não é, ou não é?! É!

Carpe Diem

Bom, essa coisa de essencia é tão fora de moda.
acho que como filosofia é IN, as pessoas acham que essencia é qualquer coisinha dita.. pode até ser, mas essencia de verdade fica sempre na entrelinha, concorda?!
essencia que é essencia é mais que mistéeerio..

*e, outra: carne X conquista...
será que ngm se mancou ainda que mulher quer ser conquistada e não elogiada?! QUE VCS SE FODAM COM ESSES ELOGIOS CAFONAS E CLICHÊS. eu quero mais que isso, só mais um pouco... quero ser surpreendida em pleno século XXI, é tão complicado assim?! quero que vc seja direto nas suas indiretas, sabe?! EU QUERO SER UNICA, e preciso que vc prove isso, se quiser provar DISSO, se é que vc me entende, e eu sei que entende...
sendo curta, prática e sentimentalista: eu quero o que vc não pode me oferecer..

"
E se um dia me ver longe demais
Pensa em tudo que eu sou capaz pra te ver sorrir "

sexta-feira, 18 de junho de 2010

País das Maravilhas

'Que caminho devo tomar para ir embora daqui?' ela se lembra da Alice do livroi para o Gato de Cheshire. O pai representava o gato imitando seu famoso sorriso cheio de dentes.
'Depende bastante de para onde quer ir.'
'Não me importa muito para onde', era a resposta da menina
'Então, não importa que caminho tome', ensinou o Gato.

(Alice no espelho - Laura Bergallo)

domingo, 13 de junho de 2010

sim , isso sera baseado na foto daquelas tres. sim, isso sera baseado em... desejo? paixao? e curiosidade!! deliciarei a bebida amarga, provarei da bebida amarga e sairei impune e frigida. nao, nao frigida! sairei gelida, mas transbordando tesao... quebrei o vidro da resistencia- tao vil, tao viril. tao vulgar. por que a gnt simplismente nao deita, tira a bagagem das costas e a roupa do corpo? aproveite-se! ignore os sentimentos, ignore as lagrimas salgadas e quentes que escorreram pelo meu seio semi nu. ignore essas risadas impulsivas e espontaneas, pois, para ser sincera, elas sao alheias ao seu mundo. escreverei a letra da musica no seu diario, quem sabe assim vc entenda, e perceba que as minhas indagaçoes buscam uma resposta mediocre, composta por um simples "nao sei" ou ainda mais simples "porq eu quis"... leu? releu? desejou provocar e ser provocada... voce abstraiu, por uma noite, o maço de cigarros que gritava ao meu lado. leu? releu? entao agora ensaie seu colo nu sobre o meu e passe a noite sedenta.

nada pessoal

Existem pessoas que tem o dom. pegam papel, caneta e olham do ceu ao chao... escrevem.
se estao irritadas com o mundo as deixem falar, porq apenas querem ser ouvidas - nao as interrompa, deixe-as mostrarem toda pampa, para, logo mais, em silencio, chorar... deixe-as falar!
levante seus olhos exaustos e observe as estrelas que sorriem pra voce depois de tanta chuva... tente rezar baixo, agradeça pelo seu cafe quente; agradeça pela gente.
estamos a beira da praia, deite na areia ou molhe seus pes com agua salgada... sao as lagrimas do meu Deus que chora calado e so quer nos ouvir...sinta a brisa fria te invadir, sinta o meu apoio longiguo... eu ja vi peixes voarem e quis me assustar. ja vi pessoa gasta e quis me levantar. mas a mesa nos pertence, entao tome mais um copo e role o dado porque é sua vez... e meus olhos cansados querem atingir o breu ao ar livre.
hj eles nao querem companhia! alias, a querem sim, mas o sentido ta longe, e a copula que esperam é abstrata. eu tambem te darei a lua, aceite-a como um presente, um apoio instantaneo e possesivo. e sentir ciumes do que nao me pertence, sentir desejos pelo indecente, sentir medo e mais medo... tinha enferrujado o tesao propositalmente para que nao soasse vulgar.


>> Ou encontramos uma forma, ou a inventamos !

quinta-feira, 10 de junho de 2010

:D

DUAS BOLAS DE SORVETE, POR FAVOR - por Danuza Leão

Não há nada que me deixe mais frustrada do que pedir sorvete de sobremesa,contar os minutos até ele chegar e aí ver o garçom colocar na minha frente uma bolinha minúscula do meu sorvete preferido.
Uma só.
Quanto mais sofisticado o restaurante, menor a porção da sobremesa.
Aí a vontade que dá é de passar numa loja de conveniência, comprar um litro de sorvete bem cremoso e saborear em casa com direito a repetir quantas vezes a gente quiser, sem pensar em calorias, boas maneiras ou moderação.

O sorvete é só um exemplo do que tem sido nosso cotidiano.
A vida anda cheia de meias porções, de prazeres meia-boca, de aventuras pela metade.
A gente sai pra jantar, mas come pouco.
Vai à festa de casamento, mas resiste aos bombons.
conquista a chamada liberdade sexual, mas tem que fingir que é difícil (a imensa maioria das mulheres continua com pavor de ser rotulada de 'fácil').

Adora tomar um banho demorado, mas se contém pra não desperdiçar os recursos do planeta./

Tem vontade de ficar em casa vendo um dvd, esparramada no sofá, mas se obriga a ir malhar./

E por aí vai.

Tantos deveres, tanta preocupação em 'acertar', tanto empenho em passar na vida sem pegar recuperação...
Aí a vida vai ficando sem tempero, politicamente correta e existencialmente sem-graça, enquanto a gente vai ficando melancolicamente sem tesão...

Às vezes dá vontade de fazer tudo “errado”.
Deixar de lado a régua, o compasso, a bússola, a balança e os 10 mandamentos.
Ser ridícula, inadequada, incoerente e não estar nem aí pro que dizem e o que pensam a nosso respeito.
Recusar prazeres incompletos e meias porções.

Nós, que não aspiramos à santidade e estamos aqui de passagem, podemos (devemos?) desejar várias bolas de sorvete, bombons de muitos sabores, vários beijos bem dados, a água batendo sem pressa no corpo, o coração saciado.

Um dia a gente cria juízo.
Um dia...
Não tem que ser agora.

Por isso, garçom, por favor, me traga: cinco bolas de sorvete de chocolate...
Depois a gente vê como é que faz pra consertar o estrago.

segunda-feira, 7 de junho de 2010

devassa *-*

Apenas precisava me livrar de tudo o que carregava em minhas costas suadas
precisava apenas falar para que todos soubessem. só assim você saberia também -
mas já passou
vou mudar de lugar, vou mudar de cidade.. as esquinas, novamente me trazem lembranças.
e eu odeio lembranças.. gosto mesmo de quando tenho ressaca moral.
de qualquer forma, precisava deixar explicito tudo o que eu quis dizer..
e disse!
tá meio embolado, ta meio bagunçado, mas é tudo improviso
esse sorriso está prestes a se tornar sincero.
esse beijo está prestes a se tornar passado
e esse meu ar de que estou bem está prestes a tornar parte da minha aura
ela brilha.. porq, como já disse em outras ocasioes:
MINHAS CELULAS VIVEM EM CONSTANTE CARNAVAL.
e eu sou assim mesmo: DEVASSA! (:


trechos - nada pessoal (:

(...) eu to sentindo tudo e nada ao mesmo tempo; tá doendo lembrar de você, mas eu não consigo chorar. (...) e adimitir isso assim, verbalmente, me faz engasgar.
(...)
eu corri atrás de você, eu não me importo. corri atrás de você e das suas palhaçadas, corri atrás do seu olhar... como é mesmo que se diz, de forma poética 'cheio de tesão'?! e ao mesmo tempo longiguo. (...) ontem a noite eu quis só você, ontem de tarde quis só vc... e todos esses dias queria apenas você; elas ganharam por insistencia, porque meu alvo era VOCÊ de todas as formas.
(...)
eu vesti uma máscara tão fora de mim que o maxilar doia pelo tamanho do sorriso. (...)
eu não consigo sonhar com vc. No final das contas, não passou de um beijo desesperado de baixo de chuva!

sexta-feira, 4 de junho de 2010

são todos seus.. e vai de uma vez pra não me arrepender

NADA PESSOAL

Oi! toda vez que me perguntam "brisa, vc quer alguma coisa?", meu consciente logo encaminha a resposta "quero ELA, me da?", e para por ai mesmo- pensamentos, pq nao poder querer é duas horas mais complicado..
PS: queero as minhas respostas da palavras-cruzadas! ><

- o meu ego gritava em silencio... eu nao conseguia dormir com a sua imagem na minha frente; todas as vezes, de olhos fechados, quando inocentemente esperava atingir o breu, lia sua expressao ao nosso olhar se surpreender.. oq voce significa, afinal- um recomeço ou minha completa derrota? voce chegou intimando minha capacidade linear, quase querendo limitar meus impulsos... mas eu acordo cedo, eu acordo lentamente e suave. assim como uma brisa que sopra a partir do mar... sim, sao elas! mas elas quem? uma delas tem compromisso com a vida; a outra ta me pondo um compromisso. juro que vou seguir a torto, costurando ruas como todo fim de noite, com olhar tropego e vívido.. mas seu nome? ah, esse é banhado em brilho e eu falei q nao vou esqcer... menina!

(:*

quinta-feira, 3 de junho de 2010

é. eu gosto. (:

Soneto da Fidelidade

De tudo, ao meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento

Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento

E assim quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angústia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama

Eu possa me dizer do amor (que tive):
Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure

Diálogo

A: Sabe, quero muito dizer agora que eu te amo.. mas te amo é muito forte. e pode ser que depois não sinta mais isso.
C: nossa ;x
A: ah, vou ser mt sincera - eu te amo AGOORAA!
C: e se eu falar que amo a sua bunda?! :D
AeC: AHAHAHHAHAHAHAHHA

-fiel a sua lei de cada instante; desassombrado, doido, delirante; numa paixão de tudo e de si mesma.
(: