sexta-feira, 7 de maio de 2010

ELA

Abri as folhas da minha capacidade de te esquecer e nao vi seu rosto. seu sorriso vitorioso me ganha, seu sorriso... hoje, ao inves de fugir, cheguei junto! cheguei perto o suficiente para ver detalhes em escala de cinza e vermelho; detalhes suficientes para eu querer novamente e esquecer a ideia estupida de te esquecer. voce conquistou minhas manhãs e faz delas indiferentes aos seus olhos para que eu possa devora-las com a mesma falta de espirito. mas nao, menina, eu vou colorir os seus olhos negros e famintos. menina-anonima: sem nome, sem rosto, sem romance.
platonico e plausivel - é assim que simplifico o meu relacionamento com voce, atraves de voce, para voce! acho que perdi a paciencia e vontade de te esperar, mas amar corrompe perdiçoes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário